• Quem vê esta coruja, Vota Eletromídia
    DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • Ginga ganha a concorrência pela conta da FGV

    FGV

    EM PRIMEIRA MÃO – A agência digital paulista Ginga é a nova responsável pela conta da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que vinha sendo atendida no Rio, nos últimos 15 anos, pela Agência3. A Ginga venceu a concorrência que ainda contou, na fase final, com as agências 3AWW e DPZ&T.

    “Construímos uma importante história juntos. Fomos pioneiros no digital com o trabalho da Agência3. Escrevemos juntos um grande case de Comunicação. Agradecemos à agência por essa trajetória de sucesso”, afirmou Marcos Facó, Diretor de Marketing da FGV, que explicou que, em função do tempo de contrato, que chegou em seu limite máximo, a Agência3 não pôde participar do processo.

    Pedro Del Priore, fundador da Ginga
    Pedro Del Priore, fundador da Ginga

    Comandada por Pedro Del Priore, a Ginga tem 11 anos de história, com clientes como Vivo, Burger King, Bacardi, Vigor, Danúbio, entre outros. Segundo Priore, “a conquista da FGV é de grande importância para nossa empresa, pela confirmação do valor que o digital tem hoje na comunicação e também por mostrar que valeu investir no potencial do mercado carioca”.

    Em conversa com a Janela, Del Priore adianta que já está expandindo o escritório que mantém no Rio há 8 meses, no momento dentro de um sistema de co-working na Praia de Botafogo, 501. A expectativa do executivo é chegar a ter entre 30 e 40 profissionais na Ginga Rio, principalmente se for confirmada a conquista, nos próximos dias, de uma segunda conta que vem sendo prospectada pela agência.

    Para a FGV, Pedro Del Priore adianta que não só vai dar continuidade ao trabalho que a Agência3 veio desenvolvendo na área digital como investir em um projeto de negócios para o cliente, acoplado à comunicação. “Sem falar que pretendemos gerar muito conteúdo para a FGV”, antecipou.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta