• Quem vê esta coruja, Vota Eletromídia
    DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • Embratur prepara sua nova concorrência de publicidade

    Estande da Embratur

    A Embratur – Instituto Brasileiro de Turismo está retomando sua concorrência para a escolha das agências que vão lhe atender a partir deste ano, já que os contratos com a Artplan e a McGarry Bowen completam o limite quinquenal legal em 18 de outubro próximo e não podem mais ser renovados.

    O Diário Oficial da União publicou esta quinta, 13/09, uma portaria assinada pela presidente do órgão, Aparecida “Teté” Bezerra, criando a Comissão Especial de Licitação que tocará o processo e será constituída por Lourenço Milton Rabelo dos Santos, Roberto dos Santos Vasconcelos e Josué Antonio Bispo.

    A última disputa pela Embratur aconteceu em 2013, quando foram vencedoras as agências AGE Isobar, Artplan e Neogama/BBH, que dividiriam uma verba de R$ 90 milhões. Esta concorrência gerou farto noticiário na imprensa especializada, já que a agência Dentsu, concorrente que havia sido uma das vencedoras originalmente, abriu mão da posição, criando espaço para a subida da Neogama BBH. Em 2014, a AGE Isobar mudou seu nome para McGarry Bowen. E em 2017, a Neogama foi absorvida pela Leo Burnett Tailor Made, afastando-se da conta.

    A Artplan, na verdade, atende a Embratur há quase 20 anos. A relação começou em outubro de 1999, quando seu braço catarinense, a Artplan Prime, agência comandada na época por Ricardo Bornhausen — sobrinho do senador Jorge Bornhausen (PFL-SC) –, foi contratado em regime de urgência, sem licitação, para construir o pavilhão brasileiro na Expo 2000, em Hannover (Alemanha). A agência — agora já pelo escritório carioca — acabou sendo uma das vencedoras, junto com a McCann-Erickson, da concorrência de 2004, por uma verba de R$ 38 milhões. E a agência dos Medina também saiu-se vitoriosa na disputa de 2008, passando a dividir a conta com a Giacometti.

    A Embratur sempre foi cliente tradicional do mercado carioca, antes de se transferir para Brasília. Foi atendida nos anos 80 pelos escritórios cariocas da Almap e da DPZ. Em 1987, entraram na conta, pela primeira vez, escritórios de agências multinacionais — Standard Ogilvy e Fischer, Justus, Young & Rubicam –, causando burburinho no mercado.

    Respondendo a questionamento da Janela, a área de comunicação da Embratur informou que não há ainda previsão da data de lançamento da nova concorrência, já que “o processo de licitação encontra-se em fase interna de análise”.

     

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta