• Colunistas 2019. Para quem sabe vencer desafios.
  • Caixa e BB garantem contratos, mas não as verbas de publicidade

    Comercial da Caixa

    Os contratos das agências Artplan, Nova/SB e Propeg com a Caixa continuam valendo. Assim como os da Lew’Lara e WMcCann com o Banco do Brasil. As informações foram fornecidas à Janela pelas assessorias de imprensa dos dois bancos, questionadas sobre a afirmação do presidente Jair Bolsonaro, esta quarta-feira, 23/01, em seu Twitter, de que teria zerado os gastos com publicidade dos dois órgãos.

    No entanto, nem a Caixa nem o Banco do Brasil puderam informar o quando será investido em comunicação este ano. Após concorrência realizada nos últimos dois anos, a Caixa assinou contrato com suas agências prevendo uma verba anual de R$ 450 milhões, enquanto o Banco do Brasil previa um investimento anual de R$ 500 milhões.

    Segundo o site Poder360, o Banco do Brasil estaria com campanha publicitária pronta, focada no mercado de varejo e de crédito, com veiculação prevista de R$ 20 milhões. Mas que teria sido barrada pela Secom, pelo fato de o valor alocado pela mídia para a Rede Globo ser maior que para Record e SBT.

    Como a Janela já apontou antes, o formato atual de contrato do setor publicitário com os órgãos de governo — baseado em comissionamento pela veiculação e não em fee — deixam as agências extremamente vulneráveis a estas indefinições políticas. Apesar de as agências serem obrigadas a montar estruturas e contratatar equipe para o atendimento das contas, baseadas no montante esperado de faturamento, os contratos firmados deixam claro que não há qualquer obrigatoriedade de o anunciante investir um centavo sequer. Ou seja, o comprometimento é exclusivo do lado das agências.

    Comunicado do Banco do Brasil

    O Banco do Brasil (BB) informa que os contratos de propaganda que já haviam sido assinados e que estão em vigor serão honrados. Em 2019, nenhum novo contrato foi realizado ou negociado até o momento. Foram feitos apenas investimentos avulsos em campanhas que estão em conformidade com a governança do Banco e da Secom.

    O BB reafirma que continuará criterioso em todas as suas atividades, inclusive publicidade.

    Comunicado da Caixa

    A CAIXA está revisando seu orçamento de publicidade para 2019 e o trabalho não foi concluído. Desta forma, não podemos informar, ainda, quanto será gasto em publicidade neste ano.

    Acrescentamos que nenhum contrato de publicidade foi cancelado.

    LEIA TAMBÉM

    Bolsonaro diz que zerou as verbas de Banco do Brasil e Caixa (em 22/01/2019)

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta