Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Mercado mostra otimismo para 2019, com exceção do Rio

A pesquisa trimestral Van Pro, realizada pela Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) detectou que as agências brasileiras estão mais otimistas em relação a 2019. Não só 70,6% das 174 agências entrevistadas declararam ter boas expectativas para este ano, como 54% asseguraram ter tido o quarto trimestre de 2018 melhor que o trimestre anterior, período alvo do levantamento.

A exceção ficou por conta do mercado carioca. Não por acaso, a região que tem dois ex-governadores presos, grandes anunciantes como Petrobras e Vale envolvidos em escândalos e desastres, administrações públicas cheias de denúncias de corrupção, viu a sua economia em tal crise que apenas metade das agências que responderam (entre as 9 cariocas consultadas) se demonstraram com esperanças de ter um 2019 melhor.

A pesquisa foi realizada no início deste ano, e a Janela apresenta, com exclusividade, a seguir, o comparativo das respostas em todo o Brasil, na região Sudeste e apenas no Rio, com as observações feitas pela Fenapro:

Como foi o quarto trimestre de 2018, comparado ao trimestre anterior (terceiro trimestre de 2018)?
  Brasil Sudeste Rio
Melhor 54% 54,6% 50%
Pior 26,8% 36,1% 50%
Igual 19,2% 9,3% 0%

Observações: Com exceção da região Sul, todas as demais tiveram mais declarantes demonstrando melhora de performance no último trimestre de 2018. A média Brasil saltou para expressivos 54% declarando melhora (na medição anterior foram 40,4%). Na região onde há maior concentração de agências, a Sudeste, o índice foi de 42,2 para 54,6%. Na região Norte, o número mais do que dobrou, de 33,3% para 75%. As agências cariocas mostraram um quadro dividido, pouco conclusivo, com metade declarando um performance melhor e a outra, pior.

Como foi 2018, comparado à expectativa inicial?
  Brasil Sudeste Rio
Melhor 41,8% 32,7% 25%
Pior 37,5% 48,3% 75%
Igual 20,7% 19% 0%

Observações:  As regiões N e NE se destacam positivamente, com mais declarantes demonstrando performance positiva (75 e 72,2%, respectivamente, declarando terem tido um 2018 melhor ou igual à expectativa inicial). Sul e Sudeste são as regiões que ficaram abaixo da média Brasil (62,5% de Melhor + Igual). De uma maneira geral, porém, o ano terminou melhor do que a expectativa para a maioria dos respondentes. No Rio, porém, 2/3 dos respondentes declararam performance pior do que a prevista. Uma performance negativa só superada pelo PR, onde 80% das agências declararam piora em relação à expectativa inicial.

Número de concorrências, comparado ao trimestre anterior 
  Brasil Sudeste Rio
Aumento 26,1% 36,8% 75%
Diminuição 30,7% 25,8% 25%
Igual 43,2% 37,4% 0%

Observações: Com exceção da região Centro-Oeste (que inclui o DF), onde observou-se uma diminuição mais significativa, e no Rio, onde observou-se uma movimentação maior, o número de concorrências não sofreu grandes modificações, quando comparado ao trimestre anterior.

Expectativa de investimento em propaganda por parte dos clientes para o 1º trimestre de 2019 
  Brasil Sudeste Rio
Melhor 36,9% 37,7% 0%
Pior 26,6% 27,5 50%
Igual 36,5% 34,8% 50%

Observações: Depois de declarar a pior performance entre as regiões brasileiras em 2018, o Sul surpreende com seu otimismo para o primeiro trimestre de 2019. Ao lado da região Norte (43,5%), o Sul apresenta a melhor perspectiva de performance no curto prazo – primeiro trimestre de 2019 – com 43,3% dos respondentes prevendo melhor performance. O Rio ainda não está empolgado com o 1º tri de 2019. Simplesmente nenhuma agência prevê melhora.

Expectativa para 2019 
  Brasil Sudeste Rio
Melhor 70,6% 63,9% 50%
Pior 11,3% 14,3% 25%
Igual 18,1% 21,8% 25%

Observações: Depois de quedas sucessivas, ao longo de 2018, o nível de otimismo com o ano corrente subiu significativamente. Quando comparado com o trimestre anterior, o índice de respondentes otimistas com o ano subiu de 36 para 70,6% – quase o dobro! Na comparação com o mesmo período do ano passado, o número é também positivo: de 68,2 para 70,6%. Vale registrar que este é um índice recorde, desde o início da VanPro. A região mais otimista é a Nordeste, com 82,3% dos respondentes esperando um ano melhor (zero esperando um ano pior e apenas 17,7%, um ano igual a 2018). É flagrante portanto a expectativa otimista com o novo governo. A ressalva é que para a maioria o resultado não aparecerá forte já no primeiro trimestre do ano, deixando claro o compasso de espera com relação às primeiras ações do novo governo. O Rio destaca-se negativamente. Apesar de a maioria estar otimista com 2019, o estado está entre os menos esperançosos, com 50% prevendo um ano melhor.

Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta