• Colunistas 2019. Para quem sabe vencer desafios.
  • Sites de swing e sugar babies aproveitam o carnaval carioca

    Ysos - Aplicativo de Swing

    Confirmando a história de que a origem do carnaval está nas orgias dionisíacas, os sites e aplicativos de relacionamento estão aproveitando a festa no Rio de Janeiro para tentar conquistar mais seguidores.

    O Ysos, novo aplicativo de swing e ménage, distribuiu vários outdoors pela cidade com mensagens cifradas para provocar o consumidor carioca. Nas peças, os símbolos e frases insinuam a realização de fetiches sexuais, como ménage e troca de casais. Quem conseguir “decifrar o código” é convidado a se inscrever no aplicativo e conhecer parceiros que gostem da mesma prática. Os cartazes estão na entrada do Rio Centro, Avenida Brasil, Supermercado Guanabara, Linha Férrea, Nilópolis e Linha Vermelha.

    Um dos outdoors da Ysos, site voltado para a troca de casais.
    Um dos outdoors da Ysos, site voltado para a troca de casais.

    Segundo a assessoria do Ysos, o aplicativo é muito seguro. Na sua interface, “fotos mais explícitas e de rosto não são permitidas fora da galeria privada”.

    Carioca, o brasileiro mais infiel
    Será um carioca?
    Será um carioca?

    Na mesma aposta está o site de relacionamento Meu Patrocínio, voltado a juntar “sugar babies” com “sugar dadies”. Seus responsáveis estão investindo em comunicação durante o carnaval, a partir de uma pesquisa que indicou que o carioca é o brasileiro mais propenso a traições.

    Entre os associados do Meu Patrocínio, 17,7% dos que se identificaram como “casados, mas buscando” são do Rio de Janeiro. Em segundo lugar, está Alagoas com 10,11% e, em terceiro, Santa Catarina, com 9,99%. Os brasilienses ficam em quarto lugar, com 8,72%, deixando os paranaenses em quinto, com 8,69%. Os paulistas, como se vê, são tão fieis que nem estão entre as cinco primeiras posições.

    A idade média desses usuários é de 39 anos. Contudo, especialistas afirmam que, mais cedo ou mais tarde, 60% dos casais passarão por uma crise (ou oportunidade) que resultará em uma “pulada de cerca” por qualquer um dos parceiros.

    Os organizadores do site explicam que “no contexto sugar, os homens são sempre mais velhos do que suas jovens babies e têm uma condição financeira muito favorável, fato que permite ao daddy ‘patrocinar’ a sua escolhida na carreira, nos estudos e na vida”.

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta