• DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • Crivella autoriza verba de R$ 21 mi para campanhas sociais

    "Aqui mosquito não se cria", da Prefeitura do Rio

    A Prefeitura do Rio de Janeiro abriu um crédito suplementar de R$ 21 milhões, em seu Orçamento Fiscal, para a Casa Civil poder usar em publicidade. Em conversa com a Janela, o subsecretário de Comunicação Governamental do município, Daniel Pereira, esclareceu que o valor será aplicado nas próximas campanhas de esclarecimento à população sobre os serviços que a Prefeitura do Rio pode prestar ao cidadão.

    “Depois de quase um ano enfrentando restrições de verba, poderemos voltar a fazer a publicidade de prestação de serviços, que é obrigação da Prefeitura”, defendeu Pereira. Ele lamentou, por exemplo, que para enfrentar o surto de dengue recentemente noticiado na cidade, a municipalidade só tenha conseguido investimentos para uma semana de mídia.

    Daniel Pereira refuta as críticas que alguns setores da sociedade façam à aplicação dos recursos públicos em propaganda, quando, alegam, “poderiam estar sendo aplicados em programas de saúde”:

    “Uma coisa não elimina a outra. Não faz nenhum sentido pensar que o investimento em publicidade seja dinheiro jogado fora. É obrigação do poder púbico explicar à sociedade como ela tem acesso aos serviços que existem à sua disposição. E com uma campanha de conscientização, como esta da dengue, estou ajudando exatamente a reduzir surtos e cuidando, assim, da saúde da população”, lembrou o subsecretario.

    Daniel Pereira
    Daniel Pereira

    O atual esforço da Prefeitura contra a dengue, aliás, repete o material lançado no início de 2017. “Não vi motivos para produzir novas peças quando a mensagem daquele ano ainda comunica o que queremos”, ressalvou.

    Esta campanha, aliás, tem uma história curiosa. O jingle não só foi criado como cantado pelo próprio Daniel Pereira, naquele ano. O jornalista é compositor com mais de 30 músicas utilizadas por blocos do Rio de Janeiro — como o Imprensa que eu Gamo e o Simpatia é Quase Amor — e já foi finalista várias vezes e vencedor do Concurso de Marchinhas do Fantástico. Daniel ainda nem cuidava da publicidade da Prefeitura quando se viu em um evento com músicos cariocas mobilizados em uma ação de combate à dengue. A inspiração apareceu na hora e Daniel saiu cantando os versos “Já disse e repito, sou carioca e não dou mole pra mosquito”. A música acabou virando jingle e deu base à campanha “Aqui mosquito não se cria”, atualmente de volta ao ar.

    A conta da Prefeitura do Rio é atendida pelas agências Binder e Propeg.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta