• DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • Recursos tentam anular concorrência da Prefeitura do Rio

    Prefeitura do Rio

    Cinco agências entraram com recurso contra o resultado técnico da concorrência 01/2017 da Prefeitura do Rio de Janeiro, cujas notas foram divulgadas no último dia 05/06, dando os três primeiros lugares às agências Cálix, Nacional e E3, na avaliação dos julgadores Marcele da Silva Barbosa, Marco Augusto Macedo e Márcia Cristina Moreira Pimentel.

    Estes foram os recursos apresentados:

    Artplan Comunicação S/A, contra o julgamento das propostas técnicas das empresas concorrentes Cálix Propaganda Ltda e E3 Comunicação Integrada Ltda.
    Binder+FC Comunicação Ltda., para anulação do certame.
    Nova S/B Comunicação Ltda., contra o julgamento da Subcomissão Técnica.
    Propeg Comunicação S/A, para anulação do certame e contra o julgamento das propostas técnicas das empresas concorrentes Cálix Propaganda Ltda, E3 Comunicação Integrada Ltda, Artplan Comunicação S/A e Nova SB Comunicação Ltda.
    X-Tudo (M2FA Comunicação Ltda.), para anulação do certame.

    Agora, as agências citadas — Artplan, Cálix, E3 e Nova/SB — têm mais cinco dias para responder com contra-recursos às acusações. E, a partir daí, caberá à Comissão de Licitação analisar todos os lados, em um prazo de dez dias úteis.

    Se, depois disso, alguma das licitantes não ficar satisfeita com a decisão da comissão, ainda há a possibilidade de entrar com processo na justiça comum, jogando a solução para um prazo tão imprevisível como já sabemos ser as decisões judiciais no país.

    A Casa Civil deve colocar ainda nesta quinta, 14/06, os recursos online, na área de E-Compras da Prefeitura. Para acompanhar, na página, faça a busca pelo item “CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 01/2017”, preencha seu CPF e e-mail e busque novamente.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta