Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Secom deve alterar modelo de licitações e BNDES pode prorrogar

BNDES - Sede - Logo

EM PRIMEIRA MÃO – A Secretaria de Comunicação da Presidência da República está estudando mudar o padrão dos editais utilizados nas concorrências para a contratação das agências que atendem as contas do Governo Federal, hoje regidas pela Lei 12.232/2010.

Por conta da expectativa de mudança, todos os órgãos ligados à administração pública federal receberam a recomendação de segurar as licitações que deveriam soltar este ano.

Um dos afetados é o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), cujos contratos atuais com as agências Master, Nova/SB e Propeg se encerram em 30/12/2019, em princípio sem possibilidade de prorrogação, já que estão sendo executados pelo quinto ano seguido.

Consultado pela Janela, o BNDES respondeu, através de sua assessoria de comunicação, que o banco já estava trabalhando desde o começo do ano na licitação que faria em 2019 para renovar suas agências. Com a nova orientação, portanto, não há mais previsão para o lançamento da disputa e a instituição começa a “avaliar internamente a possibilidade de prorrogação extraordinária dos atuais contratos”.

A verba publicitária do BNDES, administrada por aquelas três agências, é de R$ 110 milhões.

(Foto: André Telles)

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta