Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Conta da Prefeitura do Rio só depende agora de decisão da justiça

Prefeitura do Rio - Centro Administrativo São Sebastião

O Ministério Público do Rio de Janeiro negou provimento ao recurso da agência Binder, na justiça, contra o resultado da concorrência que se arrasta desde 2017 pela conta da Prefeitura do Rio de Janeiro e que, em agosto último, definiu as agências Cálix, Nacional e E3 nos primeiros lugares das fases técnica e de preço.

Em setembro, o Desembargador Luiz Roldão, da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, suspendeu a concorrência — que leva o nº 01/2017 — até o julgamento do recurso, determinando que fossem ouvidas todas as partes envolvidas, desde a subcomissão técnica ao próprio prefeito Marcelo Crivella.

Em seu relatório, diz o MP que “diante do conteúdo dos autos, até o presente momento, entende esta Procuradoria de Justiça que não houve violação ao dispositivo legal, não estando, assim, presentes os requisitos para o deferimento da medida liminar, sobretudo a probabilidade do direito.”

Segundo advogados ouvidos pela Janela, com a manifestação do Ministério Público, caberá agora ao Desembargador Luiz Roldão emitir seu relatório, para que seus pares na Segunda Câmara Cível definam se o processo de licitação poderá ou não prosseguir. Não há previsão, no entanto, de quanto tempo levará para que o julgamento seja realizado.

A conta publicitária da Prefeitura do Rio está com as agências Binder e Propeg, com contratos vigentes até junho de 2020.

LEIA TAMBÉM NA JANELA

Justiça acata pedido da Propeg e suspende licitação no Rio (em 20/08/2019)

Juíza volta atrás e decide liberar disputa pela Prefeitura do Rio (em 21/08/2019)

Disputa da Prefeitura: Desembargador para de novo o processo (em 03/09/2019)

PUBLICIDADE

Eletromidia
UM_Digital. Sem medinho de trabalhar com você.
Eletromidia
Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta