• Oi Ads
  • MP leva a Secom para o novo Ministério das Comunicações

    Fabio Faria

    A Secretaria da Comunicação da Presidência da República não é mais da Presidência da República. Ela foi transferida para o recém-recriado Ministério das Comunicações (MC), entregue para Fábio Faria (foto), o genro de Silvio Santos.

    Pela Medida Provisória 980, editada por Jair Bolsonaro no dia 10/06 (veja a MP aqui), caberá ao MC, além das tradicionais funções de telecomunicações e radiodifusão, não só a “política de comunicação e divulgação do Governo federal” como o “relacionamento do Governo federal com a imprensa regional, nacional e internacional”.

    Para isso, a MP extinguiu a Secom e levou toda a sua equipe — com o próprio secretário Fabio Wajngarten no pacote — para o guarda-chuva do novo Ministério. Ele deixa de ser “secretário especial” para ser “secretário executivo” do MC.

    O que a MP não explica é o destino das empresas que prestam serviço à Secom, como as agências Artplan, Calia e NBS, agora que o seu cliente foi extinto. Teoricamente, a situação pode até ficar melhor para elas, se os seus contratos forem transferidos para o novo Ministério das Comunicações. Afinal, além de cuidar da comunicação do Governo Federal, passariam também a responder pela publicidade específica do novo órgão.

    PUBLICIDADE

    UM_Digital. Sem medinho de trabalhar com você.
    Tupi FM.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta