• Oi Ads
  • ABMN emite nota de repúdio por Senac cancelar concorrência

    Sesc - Senac - Ayrton Senna 5555

    A Associação Brasileira de Marketing & Negócios (ABMN) enviou ao diretor nacional do Senac, Sidney Cunha, uma carta de repúdio ao cancelamento da concorrência de publicidade realizada pelo órgão (veja abaixo link da Janela).

    Assinada pelo presidente da entidade, Mauro Madruga, e pelo presidente do Conselho, Thomaz Naves, a comunicação lembra ao Senac que “um processo de concorrência para uma agência é bastante oneroso”, destacando que, por conta de as agências serem obrigadas a manter equipes enxutas — o insumo mais caro do negócio da propaganda — “muitas vezes precisam ser complementadas por freelancers para atender suas demandas normais”.

    Em seu protesto, a ABMN cita também que, em muitos países do mundo, assim como ocorre com algumas empresas no Brasil, um processo de concorrência é remunerado, “o que torna a decisão de seguir em frente ou não com a competição muito mais confortável para todas as partes”. No entanto, como ressaltou a entidade, não foi o caso da atual disputa.

    Dizem Mauro Madruga e Thomaz Naves que, mesmo que o Senac devolva os materiais produzidos, o simples fato de a equipe do Senac e o Sesc terem tomado conhecimento do conteúdo desenvolvido pelas concorrentes “já representa muito valor para as duas entidades, que os recebeu sem nenhum custo”.

    Os executivos confessaram-se impressionados com a situação, já que, tanto Senac quanto Sesc “têm como propósito desenvolver os interesses das empresas”. Não por acaso, em sua atual campanha, usa como lema “Trabalho que valoriza o Brasil”.

    Subscrevendo-se indignados, os dirigentes da ABMN encerram a comunicação afirmando que “este tipo de comportamento compromete a imagem de uma entidade que faz muito pelos brasileiros”.

    O Senac e o Sesc não haviam respondido a carta da ABMN até o fechamento desta publicação.

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    Senac cancela disputa depois de pontuar a Binder em primeiro (em 08/06/2020)

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.
    UM_Digital. Sem medinho de trabalhar com você.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta