• Ministério da Defesa faz licitação para terceirizar comunicação

    Ministério da Defesa - Fachada

    O Ministério da Defesa (MD) lançou um pregão para a contratação de uma empresa que forneça, pelo menor preço, toda uma estrutura terceirizada de comunicação. A vencedora terá que disponibilizar 12 profissionais, sendo cinco jornalistas, quatro publicitários, um designer, um editor de mídia audiovisual e um diagramador para atuar internamente no MD, em horário integral e de forma exclusiva.

    O valor máximo anual estabelecido pelo MD para todos os contratos é de R$ 1,13 milhão. o que dá um custo mensal (contando com o 13º salário) de R$ 86,9 mil a dividir entre os 12. Uma média, portanto, de R$ 7,24 mil por profissional, incluindo salário e impostos.

    O pregão, que leva o nº 30/2020, estava previsto para acontecer no último dia 14/09 mas foi adiado para 23/09.

    A FSB já teve um contrato com o MD, renovado pela última vez por seis meses em 05/2018, pelo valor de R$ 2,28 milhões. Em seu site, ao conquistar a conta, a agência publicou que iria prestar serviços de comunicação integrada: assessoria de imprensa, comunicação digital, comunicação interna, design e relações públicas, entre outras atividades. Assinado em 2013 por conta da concorrência Sispp nº 1/2012, o contrato tinha o valor de R$ 4,18 milhões anuais.

    O edital e demais documentos do edital nº 30/2020 do MD podem ser encontrados no site ComprasNet.

    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta