• O Dia reestrutura seu jornalismo e acaba com divisão on e off

    O Dia - Publicações

    A direção do jornal O Dia resolveu reestruturar sua redação, tanto fisica quanto operacionalmente. Além de deixar o endereço da Lapa e se instalar em Benfica, onde já funciona a gráfica, o jornal — assim como seu irmão Meia Hora — reduziu a equipe, dispensando alguns chefes de redação, e deixou de separar as editorias de online e da versão impressa. Além disso, os profissionais agora deverão escrever não apenas para uma seção específica, como é o formato tradicional de editorias de “economia”, “polícia” etc., e sim para todas.

    O empresário Nuno Vasconcellos, diretor acionista da empresa, explica que, no atual formato, todos os profissionais irão enviar suas matérias para o que ele chama de “fábrica de conteúdo”. Um grupo de curadores da redação (não mais chamados de editores), então, definirá o que irá ou não para o ar. O objetivo, explica Nuno, é otimizar a produção, evitando que alguns profissionais estejam, eventualmente, mais sobrecarregados que outros. “Percebemos que, enquanto alguns profissionais do online produziam até seis matérias por dia, outros, que eram exclusivos da versão impressa, às vezes entregavam apenas uma a cada dois dias”, destacou Vasconcellos.

    As mudanças na redação, ocorridas na segunda-feira, 05/10, geraram boatos no mercado de que as publicações poderiam deixar de ter sua versão impressa, concentrando-se apenas no online.

    Claudio Furtado, diretor comercial, garante que esses comentários não fazem qualquer sentido. Furtado, que agora é responsável também pela área de circulação das duas publicações, relata que “pelo contrário, voltamos a crescer em vendas, até porque, desde julho, retornamos nossa circulação no interior do estado, onde havíamos parado no começo da pandemia. E mais, estamos neste momento inclusive vendendo os dois jornais na Supervia”, disse.

    “Todos os veículos atualmente estão repensando suas redações”, lembra Vasconcellos, que lamenta que nos comentários sobre o jornal ninguém fale sobre os jornalistas que O Dia contratou em mais de 20 cidades do Estado do Rio, para fazerem coberturas locais.

    “Claro que o momento é de reestruturação, mas vamos brigar para continuar tendo nossos produtos na rua o máximo possível”, completou Claudio Furtado.

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta