• SBT. Conecta o Rio com você.
    • Embrasil
  • Secom revoga licitação em publicação confusa no Diário Oficial

    Jair Bolsonaro e Fabio Faria

    Se a Secom agora não está mais ligada à Presidência da República e sim ao Ministério das Comunicações, por que a revogação da sua concorrência nº 1/2020, para agências de publicidade, foi publicada esta sexta, 13/11, no Diário Oficial da União, com o cabeçalho da Presidência?

    Diário Oficial da União - Revogação da concorrência de publicidade da Secom
    A revogação publicada na página 1 da Sessão 3 do Diário Oficial da União de 13/11/2020.

    E se o cabeçalho foi da Secretaria de Governo da Presidência da República, por que a nota foi assinada pelo Ministro das Comunicações, Fabio Salustino Mesquita de Faria (na foto acima com o presidente Jair Bolsonaro)?

    Amigos da Janela interpretaram a confusão ao fato de que, tendo sido redigida no tempo em que a Secom era secretaria presidencial — é assim que está no cabeçalho do edital –, a revogação precisava, formalmente, sair por lá. Pode ser.

    Revogação bem vinda

    Apesar de o mercado estar ansioso para que haja uma nova disputa pela conta da Secom — hoje com as agências Artplan, Calia/Y2 e NBS — a desistência do Governo Federal em seguir com o edital original foi vista com bons olhos. Lançada no início de agosto último, com previsão de entrega de propostas em setembro, a licitação recebeu uma série de críticas de entidades publicitárias, sendo suspensa logo no final de agosto para “ouvir questionamentos de entidades representativas do setor para realizar uma melhor avaliação técnica e aprimorá-lo”, segundo nota da própria Secom.

    Vale lembrar que, em agosto de 2019, a Secom, ainda na Presidência da República, prorrogou seu contrato com Artplan, Calia/Y2 e NBS por 12 meses, com a cláusula de que valeria “até a conclusão de nova licitação”. A ideia do órgão, naturalmente, era que, antes de agosto de 2020, novas agências tivessem sido escolhidas.

    Não deu certo. E, novamente, os contratos precisaram ser renovados.

    Pelo visto, Artplan, Calia/Y2 e NBS continuarão ainda por muito tempo cuidando desse cliente. Com certeza, elas não devem estar reclamando nem um pouco da confusão.

    LEIA TAMBÉM NA JANELA

    Secom quer contratar novas agências com verba de R$ 270 (em 06/08/2020)

    Secom renova com Artplan, Calia/Y2 e NBS, mas reduz verba (em 23/08/2020)

    Secom suspende edital de licitação para ouvir mais o mercado (em 26/08/2020)

    PUBLICIDADE

    Tupi FM.
    Marcio Ehrlich

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    seta