• Mood FM faz parceria com a Band e muda de posição no dial

    Rômulo Groisman e Rafael Liporace

    A Mood FM estará de volta ao dial do Rio de Janeiro a partir do próximo dia 15 de março, em nova posição e com novo formato de negócio. Depois de deixar, na sexta-feira, 19/02, o 104,5 FM, que foi vendido para outro grupo, a emissora de Rômulo Groisman e Rafael Liporace (foto) assume o 91,1 FM, frequência que pertence à Rede Bandeirantes e que vinha sendo ocupado pela Mania FM, a qual, até o momento, não se sabe que destino terá.

    A entrada no 91,1 não é por acaso. Fonte da Band explicou à Janela que as duas empresas querem estreitar uma parceria em várias frentes de negócios. Não apenas trazendo para a rede a programação jovem que vinha caracterizando a Mood FM, como abrindo a possibilidade de comercialização conjunta dos eventos que estão no DNA de Groisman e Liporace, ambos bastante premiados em seus tempos da agência de marketing promocional Biruta e agora também tocando a agência À Vera. Já no próximo dia 1º de março, a “collab” entre Band e Mood se materializa pela transmissão de diversos conteúdos musicais originais da Mood FM na grade da TV Band Rio, de segunda a sexta, às 13:30h. O projeto, no entanto, não altera a área comercial própria da Mood, que continua a cargo de Alexandre Maia.

    Lançada há pouco mais de 2 anos, a Mood FM estreou com a proposta de ser uma emissora diferente, inspirada nas novas tendências e plataformas de streaming, com playlists para cada momento do dia dos ouvintes.

    Em rádio, bobeou dançou

    E não estamos falando só nas emissoras musicais, não. A dança de que falamos é do dial, em uma das práticas mais assustadoras no universo da comunicação brasileira. Diferentemente do que nos acostumamos na TV aberta, o grupo que ganha do Governo a concessão de uma frequência não necessariamente é quem bota a emissora no ar, tendo o direito de arrendar hoje para um gerador de conteúdo e amanhã para outro quando acabar o contrato.

    Um exemplo é o 102,9, que já foi Cidade, Mania, Rio FM (do grupo JB FM) e Cidade novamente, quando o JB desistiu da Rio. Agora, a faixa foi alugada para uma igreja! E a Mania, vale lembrar, também já foi 95,7, cujos donos são os mesmos da Alvorada FM, de Belo Horizonte, e que arrendaram a faixa para a SulAmérica Paradiso, do grupo Dial Brasil. O 94,9 MHz foi Fluminense FM, Jovem Pan FM, Alpha FM e, agora, Feliz FM, que já esteve em 89,5. O mesmo 89,5 FM que hospedou nada menos que a Rádio Globo FM, por sua vez, ex-89,3! Sem falar no próprio 91,1, agora da Mood, e que já foi Bradesco Esporte FM.

    Pedir que o ouvinte tenha fidelidade ao canal, nem pensar.

    PUBLICIDADE

    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADETupi FM

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    *

    code

    Discussão

    1. Luiz Alberto

      Adoro a rádio Mood FM e com certeza essa parceria com a Band só vem a somar, atualmente é uma rádio que vem numa crescente extraordinária, não só pela filosofia de trabalho do Rômulo Groisman e Rafael Liporace que são dois gênios mas também pelo talento dos locutores com destaque para locutora Louise Heine que realmente é daqueles talentos que aparecem de 100 em 100 anos.
      Parabéns!! Sucesso merecido!!

    2. Luiz Carlos Brito

      Realmente é muito difícil o ouvinte aceitar essa dança das cadeiras no meio Rádio. Eles tem um amor incondicional a sua emissora preferida.

    3. Jorge de Andrade

      Marcio Ehrlich, no final do texto, talvez por erro de digitação, a frequência ficou errada. É 91,1 e não 91,9, Abraços

      1. Marcio Ehrlich

        Ooops! Leitor atento! Obrigado, Jorge, já corrigi lá!

    seta