• Eduardo Paes cancela a festa de Réveillon no Rio

    Praia de Copacabana Vazia - Noite

    O prefeito Eduardo Paes anunciou na manhã deste sábado, 04/12, pelo Twitter, que está cancelando a comemoração do Réveillon do Rio de Janeiro, em respeito à ciência. “Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva. O Comitê da prefeitura diz que pode. O do Estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio”, escreveu Paes.

    O Rio estava sendo uma das últimas capitais indecisas sobre o evento, após cancelamento em praticamente todo o país. “Infelizmente não temos como organizar uma festa dessa dimensão, em que temos muitos gastos e logística envolvidos, sem o mínimo de tempo para preparação”, acrescentou o prefeito.


    Ainda na sexta-feira, 03/12, Eduardo Paes havia declarado que esperaria até dia 20 para tomar uma decisão. O que, qualquer pessoa que trabalhe com produção de evento, sabe que seria impensável quando se leva em conta o tamanho da montagem da festa.

    No Diário Oficial do Município de 02/12/2021, a Prefeitura já havia anunciado que, somente para o espetáculo de queima de fogos da Praia do Flamengo, a empresa Inside FX Efeitos Especiais Ltda., venceu o pregão, dando o melhor lance, pelo valor de R$ 413.123,38,00. E a empresa Equipemorim Serviços Marítimos Ltda., pelo valor de R$ 440.000,00, venceu a disputa para o fornecimento das balsas que levariam o equipamento pirotécnico. As duas, naturalmente, não terão seus contratos assinados.

    A Janela tentou contato com Abel Gomes, da SRCom, empresa vencedora da proposta para a realização do Réveillon de Copacabana, mas, como sempre, a empresa não quis se manifestar.

    Carnaval ainda confirmado

    O Prefeito Eduardo Paes não se pronunciou sobre o Carnaval. Em conversa com a Janela, Roberta Kelab, diretora da Backstage, adiantou que a empresa continua fazendo contatos para conseguir patrocinador para o desfile da Intendente Magalhães.

    O Carnaval de Rua, segundo informações da Riotur, já tem patrocinador garantido, a Ambev, levada pela Dream Factory, que há anos vem assinando a produção do evento no Rio.

    Duda Magalhães, sócio da Dream Factory, confirma a informação e destaca: “Temos que aguardar nas próximas semanas a leitura dos dados e as conclusões dos cientistas, para sabermos se as vacinas se mantém como barreiras dessas variantes”. Para o executivo, se isso for confirmado, não há razão para mudar os planos. “Mas se houver alterações, com certeza o setor vai entender o cancelamento também da festa nas ruas”, ressalvou.

    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    Responda antes de enviar!! 9 + 1 =

    seta