• São Paulo anuncia Carnaval de Rua em julho e busca patrocinadores

    Carnaval de Rua de São Paulo

    Eduardo Paes já deve estar com comichão, depois que a Prefeitura de São Paulo anunciou que vai liberar o Carnaval de Rua na cidade nos próximos dias 16 e 17 de julho.

    Batizado de “Esquenta para o Carnaval 2023”, o evento promete 296 blocos na rua durante os dois dias, com uma aglomeração de pelo menos 4,5 milhões de foliões.

    A notícia circulou a partir de uma licitação aberta pela Secretaria Municipal de Cultura, pedindo R$ 10 milhões para o patrocínio da festa que, em 2020, quando aconteceu pela última vez, teve a assinatura da Skol, em ação da agência Dream Factory, e com uma verba em torno de R$ 23 milhões.

    Será que vale?
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE

    Conversando com players do mercado de eventos — que preferiram não se identificar –, a Janela sentiu mais questionamentos que certezas sobre a viabilidade de alguma empresa investir aquele montante neste momento do ano.

    A principal questão é o prazo curto de dois dias para que a marca obtenha retorno. No período normal de Carnaval, a festa chega a durar bem mais que duas semanas, com os blocos se dividindo pela cidade a cada dia, o que favorece a interação com o patrocinador.

    Além disso, em São Paulo, o mês de julho apresenta uma média de temperatura entre 13° e 23°, valores muito mais adequados para se tomar um vinho em ambiente aconchegante, que para consumir cerveja na rua vestindo as curtas fantasias da festa de Momo. Que interesse, então, uma marca deste produto que tradicionalmente é identificado com o Carnaval poderia ter em se aproximar do consumidor nestas circunstâncias? É samba, suor e cerveja, não samba, frio e cerveja.

    E, como se não bastasse, estamos vendo no noticiário um crescimento nos índices de contaminação da Covid-19. A Prefeitura de São Paulo garante estar monitorando. Mas, pelo visto nos últimos anos, os anunciantes têm buscado não ver suas marcas envolvidas com o risco de estar incentivando a pandemia.

    Enfim, as agências interessadas em buscar patrocinadores e organizar a festa têm até esta quarta-feira, 08/06, para se manifestarem.

    PUBLICIDADE

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E. Atualmente, além da versão online da Janela, mantém um quadro semanal sobre publicidade na Tupi FM e na TV Max.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    *

    code

    seta