Grupo Coruja. Sua marca em movimento.
Publicidade

Maricá e Resende adiam suas concorrências de publicidade

Maricá

Agência que quer trabalhar para governo tem que seguir alguma filosofia zen. Desenvolver a paciência é  algo fundamental. Se esta semana finalmente aconteceu a entrega das propostas da Prefeitura do Rio — adiada quatro vezes — os pretendentes às contas de Maricá e Resende ainda vão ter que esperar.

Cancelada em 2017, após anunciar que a pernambucana Agência Um havia ficado em primeiro lugar na pontuação técnica, a Licitação nº 14/2017 da Prefeitura de Maricá, para uma verba de R$ 20 milhões, renasceu das cinzas no apagar das luzes de 2018, quando o Jornal Oficial de Maricá (JOM) de 26/12/2018 publicou que a Comissão Permanente de Licitação do município estaria recebendo novamente as agências concorrentes no dia 10/01/2019 para retomar o processo.

Quem se preparou para visitar o balneário fluminense naquele dia, no entanto, perdeu a viagem. A disputa foi suspensa mais uma vez. Na prefeitura, ninguém — nem a Secretária de Comunicação, Izabel Oliveira –, sabe informar o motivo da suspensão, apenas de que deve haver a publicação de uma nova convocação nos próximos dias.

A verba prometida de R$ 20 milhões para uma cidade como Maricá deve ser suficiente para estimular a paciência dos concorrentes. Para se ter uma ideia, ela corresponde a 35,5% de toda a verba que a prefeitura carioca pretende investir anualmente em sua comunicação.

A despeito daquele valor, somente três agências haviam aparecido para brigar por Maricá. Além da já citada Agência Um, a carioca Nacional Comunicação e a Aretê, do criativo Hayle Gadelha, que atende a prefeitura desde 2015. Em conversa com a Janela, Gadelha antecipou que não pretende continuar participando do processo, o que deixa o páreo agora apenas entre a Agência Um e a Nacional.

Subindo a serra
A sede da Prefeitura de Resende
A sede da Prefeitura de Resende

Enquanto isso, a concorrência nº 1/2019, pela conta de Resende — cuja verba é de apenas R$ 1,73 milhão –, também vai deixar de acontecer nesta próxima segunda-feira, 21/01, como estava marcada. A área de licitações da prefeitura publicou esta sexta, 18/01, que ela fica adiada sine die, “por necessidade de adequação no respectivo Edital”.

A Janela entrou em contato com o setor, que informou ter recebido uma série de questionamentos sobre o conteúdo da licitação. Segundo amigos da Janela, teria havido inclusive registros formais da Duelo, agência de Volta Redonda especializada em contas de prefeituras, entre as quais a própria cidade de Resende, Angra dos Reis e Petrópolis.

De acordo com a funcionários da prefeitura de Resende, as alterações serão providenciadas, para que uma nova data seja publicada ainda em janeiro de 2019. Considerando, portanto, que a lei exige um prazo mínimo de 45 dias entre a publicação da convocação de uma concorrência e o dia de entrega das propostas, nada acontecerá antes de março próximo.

LEIA TAMBÉM

Maricá faz licitação para agência com verba de R$ 20 milhões (em 19/10/2017)

Agência Um, de Recife, pode levar a publicidade de Maricá (em 21/10/2017)

Resende faz licitação para sua publicidade (em 10/12/2018)

Marcio Ehrlich

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta