• Eletromídia
    DPZ&T - Criatividade que gera resultados.
  • MEC atrai 11 agências para sua verba de R$ 26 milhões

    "Novo Ensino Médio", da Escala para o MEC

    EM PRIMEIRA MÃO – A semana começou cedo, com os representantes de 11 agências madrugando em Brasília para a entrega, às 9:00h desta segunda, 19/11, da documentação para a concorrência do Ministério da Educação (MEC), que prevê uma verba anual de R$ 26 milhões a serem gerenciados por uma única agência.

    São elas:  Calix/Cálice (DF), Calia (SP), Escala (RS), Fields (DF), Master (PR), Mene & Portella (AM), NBS (RJ), Nacional (RJ), NovaSB (SP), Propeg (BA) e Soul (MT).

    Vale lembrar que, nas últimas semanas, aumentou a expectativa sobre a conta do MEC, a partir das declarações da equipe de transição do Governo Bolsonaro de que o órgão poderá absorver as estruturas dos Ministérios da Cultura e do Esporte. Será que, com isso, seriam absorvidas, também, as suas verbas de publicidade, que somam R$ 86 milhões?

    Curiosamente, em ambos os ministérios a agência carioca Nacional está envolvida. Ela foi uma das vencedoras da disputa pelo Ministério do Esporte em 2016, junto com a Calia/Y2. Ambas tiveram seu contrato de R$ 33 milhões (para cada uma) renovado no final de 2017, valendo até o próximo mês de dezembro.

    E a Nacional também chegou em primeiro na concorrência pelo Ministério da Cultura, cuja verba de publicidade foi definida em R$ 20 milhões. No entanto, recursos interpostos pela agência Escala, segunda colocada, conseguiram suspender o resultado no Tribunal de Contas da União, situação que prevalece até o momento.

    A conta do MEC está na Escala desde 2013, quando ela venceu uma licitação da qual participaram mais 12 agências. Como o contrato já foi prorrogado cinco vezes — o limite legal –, o Ministério da Educação foi forçado a organizar nova disputa. Naquele ano, a gaúcha substituiu a Link/Bagg, que cuidava da conta desde 2008 e chegou a ser a mais pontuada na fase técnica, mas perdeu o posto após recurso da Escala.

    Como se vê, os advogados dos gaúchos são bons nisso de recursos. Quem ganhar a concorrência do MEC desta vez é bom botar as barbas de molho.

    LEIA TAMBÉM:

    Ministério do Esporte renova com Nacional e Calia/Y2 (em 06/12/2017)

    Escala apela ao TCU, que suspende a disputa pelo MinC (em 20/07/2018)

    MEC abre licitação por verba de R$ 26 milhões (em 04/10/2018)

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
    seta